Estou celebrando feliz, a mulher que sou hoje

Estou celebrando feliz, a mulher que sou hoje

Postar ou não postar o “Nude”, ser sexy ou não ser?!

Será que vou ser muito puta ou patinha com essa foto no meu blog.

 

Não é fácil você hoje conseguir postar uma imagem que realmente passe o verdadeiro motivo da foto que você tirou. Vivemos em uma era em que tudo se resume em pornografia. Na qual talvez não seja a intenção. Somos livre para desenvolver a a nossa imagem. Somos dona da imagem que divulgamos. Mas isso não é o suficiente para dizer que a interpretação da sua imagem na rede social é aquela que você espera que tenham.

 

Love your curve, curve girl, Ame o seu corpo

 

Hoje, praticamente todo mundo pode fazer um book sensual. No qual não tem que ser literalmente para compartir no facebook. Pode ser apenas para dar aquele up da sua própria autoestima. Considero mega valido todos e qualquer motivo que você faz o seu book sensual. Para mim é um verdadeiro conflito em divulgar esses tipos de posts. Mas parto do principio que é um dos estilo de fotografia que mas adoro fazer. Amo a possibilidade na qual que todos podemos ser sexy e amarmos a nossa própria imagem. Podemos estar bem com o nosso corpo independente da regras e padrões que são imposto pela moda.

Podemos estar bem com o envelhecimento. Podemos estar curtindo o nosso próprio amadurecimento.

 

Quebra tabus não é fácil, tenho consciência que seguir as regras da moda é impossível. Parto do primeiro ponto: Eternamente novas, com cara de criança. Isso é surreal. Quer dizer que o fato de você envelhecer, já não existe espaço para você no mercado. Verdade dura é cruel … O segundo ponto: Seguir o padrão de magras, altas e isso quer dizer gostosas. To fora, Quem dici que uns quilinhos a mais ou a menos a minha autoestima vai variar? Serio mesmo, nunca variei em questão de me sentir bem independente do meu peso. Quando vejo o meu relacionamento dar aquela brochada da química. tenho certeza que não é porque ele realmente se interessar pela minha personalidade ou a mulher que eu sou independente do meu peso. Não, ele pode estar mas interessado em que as pessoas pensam ou quer aprovação social com a minha companhia … Afí, Não tenho paciência, para cara com baixo estima. Só posso dizer uma coisa: – NEXT!

 

Love your curve, curve girl, Ame o seu corpo

 

O terceiro ponto, esse requer equilíbrio em você mesma. Critica desconstrutivas na internet (as vezes anônima). Hoje o mundo virtual esta cheio de ódio e pessoas prontas para fazer aquele comentário cruel sobre você. Saber como se lidar com isso é difícil. No caso, você tem que estar bem, muito bem com você mesma para saber o que de verdade você acredita.

Sou parte de uma geração que prega a felicidade com receitas magicas, soluces praticas para o seu problema. E nada disso quer dizer que o resultado será o que você tanto busca. Porque a sua felicidade ou frustração esta atrelada em coisas voláteis. Que são impossíveis de um modo ou outro se manter. Nas quais você nunca é plenamente satisfeito.

 

 

Quero compartilha com vocês o meus 30 anos. A verdadeira imagem que tenho, e que amo. Eu Me Amo!

 

E me amo porque não quero pretender ser o que não seu. Quero hoje ser transparente como pessoa e como mulher. Quero questionar a minha liberdade, os tabus e padrões de beleza e felicidade que vivemos. Quero construir em mim a verdadeira aceitação de quem eu sou independente da opinião que o mundo possa ter de mim.

 

 

Love your curve, curve girl, Ame o seu corpo, Sexy Curve

Eu amo as minhas curvas || Fotos por Mairanny Batista

 

 

Lemas dos Trintas: Seja feliz com a imagem que você tem hoje.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: